24 julho 2013

Teste de posição na Universidade de Salzburg

Oi pessoal,
Este foi o primeiro encontro na Europa. Nós chegamos na Universidade de Salzburg, na Áustria, pela manhã e Dr. Gerold Sattlecker já estava com tudo pronto para nosso teste.

O teste é realizado através de sensores que são instalados na carabina e também duas placas de força no solo. Os sensores conseguem captar a pressão da carabina no ombro [...]


Oi pessoal,
Este foi o primeiro encontro na Europa. Nós chegamos na Universidade de Salzburg, na Áustria, pela manhã e Dr. Gerold Sattlecker já estava com tudo pronto para nosso teste.


O teste é realizado através de sensores que são instalados na carabina e também duas placas de força no solo. Os sensores conseguem captar a pressão da carabina no ombro, o movimento do cano da carabina e ainda a pressão realizada no gatilho antes do tiro. Já as placas de força indicam a distribuição do peso durante o tiro tanto deitado quanto em pé.





Foram duas horas entre preparação e teste propriamente dito e conseguimos informações muito importantes sobre o meu tiro, de uma maneira bem resumida, tenho um ótimo equilíbrio na distribuição de peso e também na pressão no ombro e movimento do cano antes de atirar. Mas detectamos que a pressão no gatilho poderia ser maior antes do tiro e isso já fez uma diferença enorme nos treinos pós testes, tanto na precisão quanto no tempo de tiro.


Uma super experiência que já valeu a pena!

Nenhum comentário:

Postar um comentário